Boi Caprichoso se une a culturas paraenses e amazonenses

Parceria com manifestações culturais visa o enriquecimento do espetáculo azulado aliado aos valores populares de cada agremiação (foto: Evandro Seixas)

Grupo Carimbó do Pará, Tribos Indígenas de Juruti Munduruku e Muirapinima, Peixes Ornamentais de Barcelos Acará Disco e Cardinal serão as manifestações culturais presentes no projeto “Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral”. A Diretoria do Boi-Bumbá Caprichoso convidaram as principais culturas do Estado do Pará e do Amazonas para agregar valores ao projeto preparado para a conquista do título de bicampeão do Festival Folclórico de Parintins no ano de 2018.

Na visão de Babá Tupinambá, presidente do Boi Caprichoso, essas manifestações culturais promoveram revoluções nas respectivas cidades de origem, sejam elas na área da dança ou na arte, e não poderiam ficar de fora do projeto de 2018, porque cada uma possui uma forte representação dos conhecimentos populares tradicionais da Amazônia. No Pará, o Boi Caprichoso firmou parceria com a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, no final do mês de janeiro deste ano.

Já no início do mês de fevereiro, o presidente do Caprichoso foi ao município de Juruti, no oeste do Pará, selar parceria com a Tribo Munduruku e com a Tribo Muirapinima. As Associações Folclóricas Acará Disco e Cardinal, protagonistas do Festival do Peixe Ornamental de Barcelos, no Amazonas, abraçaram o convite de Babá Tupinambá para somar com o Boi Caprichoso. Na manhã desta segunda-feira, 05 de fevereiro, o prefeito de Barcelos, Edson Mendes, fechou parceria com o presidente do Caprichoso.

Conquistar o título de bicampeão do Boi Caprichoso em 2018 é o desafio a ser enfrentado pelo presidente Babá Tupinambá que, ao buscar parceria além de Parintins, não mede esforços para proporcionar condições necessárias ao bumbá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here