Benefício emergencial não sacado de conta digital voltará para o Governo

Embora retorne ao Tesouro, o dinheiro poderá ser retirado

0
(foto: reprodução/internet)

O auxílio emergencial de R$ 600 e a compensação para trabalhadores com contratos suspensos ou reduzidos pagos por meio de contas digitais da Caixa Eletrônica Federal (CEF) voltarão ao governo, se não forem sacados em 90 dias.

O retorno automático ao Tesouro Nacional consta das regulamentações dos dois benefícios publicadas neste mês pelo Ministério da Economia. Segundo o Ministério da Economia, o beneficiário, poderá retirar o dinheiro mesmo depois de os recursos voltarem ao Tesouro Nacional.

De acordo com a pasta, as Leis que instruíram o auxílio emergencial de R$ 600 e o benefício emergencial (BEM) garantem o direito ao recebimento de quem teve o cadastro aprovado, dispensando a necessidade de uma nova regulamentação.

O retorno automático aos cofres do governo vale apenas para os benefícios depositados nas contas poupança digital da Caixa. Recebe por essa modalidade quem não tem conta em banco ou quem tiver optado por esse canal no momento de pedir o dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.