A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) anunciou, nesta sexta-feira (13), a suspensão da venda de 43 planos de saúde de 16 operadoras. A medida vale a partir do dia 19 de novembro (quinta-feira). Isso significa que temporariamente eles não poderão ter novos clientes, mas o atendimento aos atuais consumidores continua normal.

A empresa que teve a maior quantidade de planos suspensos foi a Unimed Rio (15 no total). Em nota, a empresa diz que, dos planos suspensos, apenas dois ainda eram vendidos. Diz, ainda, que a ANS autorizou a volta da venda de sete planos que tinham sido suspensos antes.

“Isto é resultado de ações que vêm sendo tomadas para melhorar os índices monitorados pela agência. Neste sentido, a Unimed Rio acredita que também regularizará em breve a situação dos produtos com comercialização suspensa no ciclo atual.”

Entre os planos suspensos, estão até dois oferecidos pela Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda (Assefaz).

Veja as empresas com planos suspensos:

  • Unimed Rio (15 planos suspensos)
  • Fundação Saúde Itaú (4)
  • Assistência Médico Hospitalar São Lucas (3)
  • Biovida Saúde (2)
  • Centro Transmontano de São Paulo (2)
  • Cooperativa de Usuários Assistência Médico-Hospitalar do Sicoob – Vivamed Saúde (2)
  • Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda (2)
  • Promed (2)
  • Salutar Saúde Seguradora (2)
  • Saúde Sim (2)
  • Unimed Montes Claros (2)
  • Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas (1)
  • Caberj Integral Saúde (1)
  • Centro Médico Fátima (1)
  • Medisanitas Brasil (1)
  • Unimed Anápolis (1 plano suspenso)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.