Presidente do Butantan diz que ‘infelizmente’ Brasil terá casos da Ômicron

A dúvida agora é como a nova variante será contida quando os casos começarem a aparecer.

© Governo do Estado de São Paulo Dimas Covas espera que o Brasil se proteja contra a entrada de possíveis infectados com a variante ômicron Governo do Estado de São Paulo

A Anvisa investiga o caso de um passageiro que veio da África e testou positivo para covid, mas não sabe ainda se é da nova variante ômicron.

Identificada na África do Sul, a ômicron foi classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como preocupante e diversos países, principalmente os europeus, teme avanço nos casos entre a população.

Em entrevista para a Folha de SP, o presidente do Butantan disse que o Brasil “e os demais países dependem de medidas locais e regionais”. Para ele, os viajantes desses regiões devem fazer quarentena, mas as autoridades brasileiras são relapsas nesse sentido.

Com menos de 10% da população totalmente vacinada, o continente africano pode passar por um momento crítico no combate à covid-19. Dimas Covas disse que existe a possibilidade de o Instituto realizar doações da Coronavac para países da região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.