Senhor, tu tens Palavra de Vida Eterna

* Pe. Wagner Ferreira da Silva

Setembro, para a Igreja Católica no Brasil, é o mês da Bíblia, dedicado às Sagradas Escrituras, quando se coloca em relevo a força da Palavra de Deus para a nossa vida e a missão, bem como para a vida de cada pessoa cristã. Sendo assim, como discípulos e discípulas de Jesus, renovemos, neste mês da Bíblia, nossa confiança na Santa Palavra do Mestre de Nazaré, dizendo como o apóstolo Pedro na experiência da pesca milagrosa: “Mestre, trabalhamos a noite inteira e não pegamos nada. Mas, pela tua palavra, lançarei as redes” (Lc 5,5).

É inegável que a Palavra de Deus se faz presente em momentos determinantes de nossas vidas, de nossa caminhada cristã, de nosso discernimento vocacional. Quantos passos e decisões tomamos tendo a Palavra de Deus como referência, realizando aquilo que proclama com fé o salmista: “Lâmpada para os meus passos é tua palavra e luz no meu caminho” (Sl 118,105).

Como é maravilhoso perceber esta circularidade de graça e salvação na vida de tantas pessoas: por um lado, a vida nos apresenta situações complexas, verdadeiros desafios à vivência da fé. Porém, o coração de quem crê busca, imediatamente, na Palavra de Deus e na oração luzes para o que fazer e, depois de um tempo, consegue perceber a vontade de Deus como resposta aos desafios enfrentados.

Nas Sagradas Escrituras, acima de tudo, encontramos Cristo, Palavra definitiva do Pai das Misericórdias para a humanidade. Ele é o único que possui palavras de vida eterna (cf. Jo 6,68), justamente porque Ele é a Palavra de Deus encarnada. Sendo assim, toda a Escritura Sagrada tem em Cristo seu centro e seu pleno cumprimento. Não é à toa que São Jerônimo (340-420) já dizia: “ignorar as Escrituras é ignorar Cristo”!

São Jerônimo, que veio a falecer no ano 420, foi designado pelo Papa Dâmaso para fazer a tradução dos textos das Sagradas Escrituras do hebraico e grego para o latim. Surgindo aí a tradução do que chamamos de vulgata (popular). A partir desta tradução, seguiram-se as traduções para as demais línguas, inclusive as que temos atualmente em português.

Neste mês da Bíblia, aproveitemos as oportunidades de oração para valorizar a Sagrada Escritura e, por seu intermédio, ter um novo encontro pessoal com Cristo Jesus. Podemos aproveitar o método de leitura orante da Palavra de Deus, que Monsenhor Jonas Abib nos ensina em seu livro “A Bíblia no meu dia a dia” (Editora Canção Nova), e com isso aprenderemos a ler, meditar e rezar a Santa Palavra de Deus, de modo que a nossa vida seja ainda mais fecunda de frutos de santidade.

Toda leitura orante com a Palavra de Deus deve proporcionar um encontro novo com Jesus, seu mistério, sua pessoa, seu ministério, e, principalmente, sua obra redentora de Paixão, Morte e Ressurreição. A leitura orante da Bíblia deve nos ajudar a sermos mais semelhantes ao Filho do Pai amado, nosso Salvador Jesus Cristo, e assim contribuirmos também para a transformação do mundo em que vivemos, um mundo de pessoas e estruturas sociais necessitados de profetas que anunciam e testemunham com suas vidas as riquezas da salvação presentes na Bíblia.

* Padre Wagner Ferreira da Silva é missionário da Comunidade Canção Nova e vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.