Deputado Souza afirma que trabalhadores portuários não estão sozinhos

A audiência pública aconteceu na ontem (16), na Câmara Municipal de Itacoatiara

Os estivadores depositaram imensa confiança em Francisco Souza, autor da Audiência Pública, que fará jus à confiança (foto: divulgação)

Com o objetivo de discutir sobre a situação dos trabalhadores portuários avulsos de Itacoatiara, o deputado Francisco Souza (Podemos), realizou uma Audiência Pública nesta segunda-feira (16), na Câmara Municipal de Itacoatiara (a 170 quilômetros de Manaus). Estiveram presentes o advogado do Sindicato dos Estivadores e Conferentes do Município de Itacoatiara, Lucas Andrade, o representante do prefeito de Itacoatiara, Subsecretário de Assistência Social, Genildo Oliveira, o representante da Agência Fluvial de Itacoatiara, o 3º Sargento da Marinha, Dyonyson Araújo, o presidente do Sindicato dos Estivadores, Hélio Ozak, e o vice-presidente da Câmara Municipal de Itacoatiara, vereador Aluísio Isper Netto (PSD).

O Sindicato dos Estivadores e Conferentes de Carga e Descarga do Porto de Itacoatiara, que representam os trabalhadores portuários do município, alegam diversas violações da lei portuária por parte da Hermasa Navegação da Amazônia S/A.

Os Sindicatos argumentam que por motivos escusos, a empresa deixou de utilizar o Porto Público para fazer operações em um terminal de uso privado, sem a devida autorização da União.

A Hermasa se baseia em um Contrato de Adesão assinado em 2014, através da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), porém em sua subcláusula terceira, prevê que a área autorizada para a exploração da instalação portuária, deve ser feita em terreno de propriedade da autorizada, ou do qual detenha o direito de uso e fruição.

O presidente do Sindicato dos Estivadores, Hélio Ozak, relatou que a empresa deixou sem emprego dezenas de famílias, e que há mais de 10 anos eles estão desempregados. “É triste chegar o início do ano e não ter dinheiro para comprar o material escolar dos nossos filhos, pedimos ajuda porque não sabemos mais o que fazer. A Hermasa não se prontifica e nem nos procura para negociar”, disse o presidente emocionado.

Para o deputado Francisco Souza, autor da Audiência Pública, somente com o diálogo aberto se pode chegar a uma solução.

“Nós estamos aqui juntando as forças com a prefeitura de Itacoatiara e o poder legislativo municipal e estadual, para ajudar esses trabalhadores. Vocês não estão mais sozinhos”, disse o parlamentar. Souza ainda lamentou a falta de consideração da empresa, que não enviou um representante para a discussão. “É triste perceber essa indiferença por parte da Hermasa, porém agora estamos unidos para lutar em favor desses homens”, concluiu.

Ao final, foi determinada a formação de uma Comissão Especial, formada por representantes do Sindicato, Marinha, Prefeitura, Câmara Municipal e Assembleia Legislativa, para ir até a empresa em questão, e negociar essa problemática que se arrasta por muitos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.