Melo continua na Polícia Federal e ex-secretários vão para presídio

O ex-governador e o primeiro cassado da história do Amazonas e três de seus ex-secretários foram preso na véspera do réveillon, Pedro Elias (ex-SUSAM) se entregou à PF no dia 1º de janeiro (foto: reprodução/internet)
Na manhã desta terça-feira (2), a Polícia Federal divulgou nota informando que o ex-governador José Melo continuará preso na carceragem da Superintendência da Polícia Federal no Amazonas e os quatro ex-secretários do governo dele irão para o presídio estadual.
Anteriormente, a assessoria da PF informou que a permanência do ex-governador na sede da PF estava sendo avaliada porque a juíza federal plantonista Jaiza Fraxe havia decidido mantê-lo preso na sede da PF.
O ex-governador havia sido preso no dia 21 de dezembro de 2017, durante a Operação ‘Estado de Emergência’, terceira fase da ‘Maus Caminhos’, sob a suspeita de receber propina do esquema que desviou cerca de R$ 110 milhões da saúde do Amazonas. No dia 26, o juiz federal Ricardo Sales decidiu revogar a prisão temporária de Melo e tornar em prisão domiciliar. No dia 31 de dezembro, antes da virada do ano, a juíza Ana Paula Serizawa revogou as decisões de Ricardo Sales e manou Melo e quatro ex-secretários de volta à cadeia. Apenas Raul Zaidan permanece em casa.

José Melo, Wilson Alecrim, Evandro Melo e Afonso Lobo estavam na sede da PF desde domingo. Pedro Elias, que não foi encontrado no endereço que a Polícia Federal tinha dele, se apresentou na segunda-feira, 1° de janeiro. Agora, os quatro ex-secretários vão voltar para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), em Manaus, onde ficaram presos até a decisão de Ricardo Sales.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.