Em atendimento a venezuelanos, pneumonia e rota vírus lideram ocorrências

(foto: Graziele Bezerra - Agência Brasil)

De janeiro a maio deste ano 228 venezuelanos procuraram atendimento nas unidades da rede estadual de saúde no Amazonas. Dentre as principais doenças apresentadas, os registros são de pneumonia, virose, rota vírus, estafilococcias (infecção na pele), além de problemas como cefaleia intensa (dor de cabeça), dores no peito e lombar, diarreia e vômitos, necessidade de realização de cirurgias de hérnia, dentre outros, segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam).

A demanda ficou concentrada, principalmente, na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Campos Sales, no Hospital e Pronto Socorro (HPS) Platão Araújo e no Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam).

De acordo com a secretária, venezuelanos migrantes e refugiados têm direito aos mesmos serviços dispensados aos cidadãos brasileiros na rede pública de saúde, podendo se dirigir a qualquer unidade da atenção básica, média e alta complexidade, do Estado, da Prefeitura, do Governo Federal ou conveniadas. A medida visa garantir que os estrangeiros que se encontram no Estado tenham acesso a toda a rede de atenção, seguindo o fluxo normal do Sistema Único de Saúde (SUS). (G1 AM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.