Mas já?

0

O delegado-geral adjunto Divanilson Cavalcante nem esquentou a cadeira, após uma semana e foi exonerado do cargo. Quem assumiu foi Rosenildo Benedetto… Quanto ao real motivo da demissão? Queridos leitores,  ficará GUARDADINHO na caixa preta dos enigmas. Mistério…

Caos

0

Depois de raios e trovões deixarem Manaus às escuras, a internet resolveu dar sua contribuição para o sofrimento dos manauaras. Em alguns pontos da cidade, o sinal sumiu completamente no dia de ontem. É mais uma prova que a capital do Amazonas precisa correr muito para não fazer feio durante os Jogos Olímpicos 2016. Oremos.

ALÔ "responsáveis", chega de brincar com o consumidor (Charge: Pelicano)
ALÔ “responsáveis”, chega de brincar com o consumidor (Charge: Pelicano)

 

Cadê a sombra?

0

Como o verão chegou e com ele esse sol farto que Manaus possui, uma pergunta vem à cabeça. Onde estão as árvores da cidade? Não é que Manaus não tenha árvores, tem até demais! Elas só não estão onde mais deveriam estar: nas calçadas e logradouros públicos. Um exemplo é no Parque da Ponte Romana da 7 de setembro. Lamentável.

Falta é apoio

0

As coisas em Novo Airão andam bastante agitadas e não é por causa dos fofinhos botos do lugar. A população se revoltou, atirou pedras na delegacia e ameaçou atear fogo. O motivo? A infeliz abordagem protagonizada pelo delegado Guilherme Torres a um rapaz que estava armado com um terçado e reagiu à chegada da polícia. Pela reação, foi baleado e acabou morrendo. O detalhe é que, no meio do sufoco pelo que passava o delegado, a Adepol disse que nada poderia fazer. Enquanto isso o deputado federal Hissa Abrhão discursava contra a segurança pública na Câmara Federal. E o Carnaval mal começou, viu?!

Safardanagem pura

0

Aplausos ao Ministério Público Federal que não mede esforços para punir os que cometem improbidade administrativa no Amazonas. Aliás, o Alto Solimões e a Saúde indígena estar em festa. O órgão denunciou Edilson Gurgel Filho e seu Auto Posto Tabatinga, além de Plínio Souza da Cruz e Raimundo Hilário, porque os “metidos a sabidões” teriam enriquecido ilicitamente além de causarem dano ao erário público mediante desvio de recursos destinados ao combustível e a saúde indígena. A justiça deu a liminar e seus bens estão todos bloqueados. Ainda existe uma luz no final do túnel, nem tudo está perdido. A quem interessar possa o processo é o 937-54.2014.4.01.3201. 

A "queda de braço" desleal (Charge: Fábio Fernando)
A “queda de braço” desleal (Charge: Fábio Fernando)

Buracos

0

Todos sabem que Parintins está à espera de um milagre no quesito urbanidade. Uns dizem, inclusive, que é FIM DE FEIRA na sede municipal parintinense. A cidade está igual a uma tábua de pirulito cubano, buracos por toda parte, suas ruas sem meio-fio e o descaso com a falta de saúde-segurança-infraestrutura pontua o descompromisso da gestão Carbrás. É preciso lembrar que 2016 está chegando. Aliás, a cidade ainda tem administrador? Oremos…

Prefeito Alexandre da Carbrás (PSD), o ausente  (Foto: internet banco de imagens)
Prefeito Alexandre da Carbrás (PSD), o ausente (Foto: internet banco de imagens)

Feira livre

0

Impressionante a “feira livre” que se arma na esquina da Eduardo Ribeiro com Saldanha Marinho. Carrinhos de mão cobertos de cebolas, bananas, abacaxi, manga, tucumã , alface, entre outros, se aglomeram em plena faixa de pedestres a partir das 16h. Claro que um vistoso “CHURRASCO DE GATO” com sua indefectível fumaça não poderia faltar. A defumação é certa.

Espaço

0

Existem cenas que podem ser evitadas porque acabam por “queimar o filme” de determinados empreendimentos. Inaugurar o lugar sem oferecer um bom serviço de estacionamento é um TIRO NO PÉ a médio prazo. Tudo porque os clientes terminam por estacionar no passeio público e isso rende multas e o desconforto para todos. Como Manaus cresce num ritmo frenético, ao pensar em inaugurar boas ideias, é sempre bom lembrar-se desse detalhe importantíssimo.

Pulso forte

0

As galerias para abrigar os vendedores autônomos não podem perder o fôlego. Os amantes do nosso Centro antigo, estão preocupados com a volta tímida dos emporcalhados vendedores que insistem em ocupar as ruas históricas do lugar. A ação foi um dos pontos positivos da atual gestão municipal e precisa continuar para que finalmente a POPULAÇÃO possa voltar a frequentar o berço da cidade sem o incomodo das calçadas ocupadas.

Vê o que quer

0

As multas chegaram aos montes, curioso por saber os motivos, um leitor do Blog foi ao DETRAN-AM e pasmem, o próprio órgão não sabia informar. Tudo porque o agente de trânsito não justificara o motivo, logo, o mesmo entrou com recurso sobre a multa, a análise arrasta-se há dois meses e nada. Engraçado é não multar motorista bêbado metido a piloto de fórmula 1. Eu hein!