Desembargadora federal nega Habeas Corpus de Melo e Edilene

O ex-casal oficial do Amazonas segue preso (foto: reprodução/internet)

A Decisão da desembargadora federal Mônica Sifuentes negou o pedido de liberdade do ex-governador cassado José Melo (PROS) e da ex-primeira-dama Edilene Oliveira. O Recurso aguardava a análise da magistrada no Tribunal Regional Federal da 1ª Região em Brasília.

Melo e Edilene foram presos durante a Operação ‘Estado de Emergência’, terceira fasa da ‘Maus Caminhos’. O casal está preso desde o dia 31 de dezembro, por determinação juíza federal Jaiza Fraxe – juíza plantonista à época – acusados de se beneficiarem do esquema de corrupção que desviou milhões de reais da Saúde do Amazonas.

Em sua Decisão, a desembargadora aponta que “há fatos concretos que justificam a prisão” de ambos. Dentre os quais, destaca-se o fato de Edilene ter arrombado boxes e retirado caixas de dentro deles, menos de 24 horas após a decretação judicial de busca e apreensão e possível intimidação de testemunhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.