Solar e Simões se unem e agigantam a Coca-Cola

(foto: reprodução)

A Solar assinou acordo para incorporar o Grupo Simões, reforçando sua posição como a segunda maior engarrafadora da Coca-Cola no Brasil e a 19ª no mundo.

A fusão une famílias que se conhecem há décadas e cria um gigante que atende cerca de 76 milhões de pessoas nas três maiores regiões do Brasil: Norte, Nordeste e Centro Oeste.

A transação é uma troca de ações em que o Grupo Simões fica com 20% do negócio combinado. A nova Solar passa a ter 12 fábricas, 42 centros de distribuição e mais de 370 mil pontos de venda – alcançando 70% do território nacional. A empresa combinada terá receita líquida de R$ 6.5 bilhões e EBITDA de R$ 1.1 bilhão antes das sinergias, que incluem backoffice, compras e capital de giro.

O Grupo Simões, administrado pelas famílias Simões, Pinheiro e Pacífico, é dono da região Norte. Fundado em 1957, foi sorveteria, padaria e fábrica de massas antes de passar a fabricar refrigerantes em 1970.

A fusão é o mais recente capítulo da consolidação do Sistema Coca-Cola em todo o mundo, um processo gradual e espetacular. Na década de 80, o Brasil chegou a ter mais de 50 engarrafadoras da Coca, após a fusão serão apenas oito. (fonte)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.